sexta-feira, 13 de abril de 2007

Um sonho íntimo




Sonhei que sonhava estar contigo nesta noite.
Difícil admitir, mas fiquei pensando...
Um desejo inexplicável invadiu o meu ser,
Estou sendo possuída por estes minutos.

Estamos juntos, explorando o desconhecido...
Ouço sussurros, sua boca toca a minha,
O seu cheiro está na minha pele, nas minhas narinas,
Sinto você percorrendo o meu ombro devagarzinho.

Desde o nosso primeiro beijo,
Desejei você de forma intensa.
Neste momento de sonho tão íntimo,
Transpomos as barreiras de nossas limitações.

Percebo que estou envolvida, sem volta.
Variadas emoções, sensações, querer.
Os seus braços me envolvendo, me protegendo.
A sua boca me beijando com gosto de puro amor.

As suas mãos atrevidas percorrem ainda tímidas;
Deslizando, acariciando, descobrindo.
Sinto, curto este instante delirio!
Vibro de êxtase por este momento único.

Quase acordo deste sonho impróprio,
Deixa-me sentir esta última euforia que me completa.
Apenas esta doce alegria de estar vivendo estes minutos,
Uma entrega de nossa energia contagiante.

O vento surge repentinamente, sinto frio,
Tento visualizar o “cruzeiro do sul”, mas não encontro.
Desejo que o tempo pare para amá-lo infinitamente,
Com todo sentimento das incertezas, medos...

Desejo que me ame, que me beije com ardor...
De repente me retorço, suspiro ofegante,
Até então, impossível que isto ocorra.
Desperto deste íntimo desejo delirante.

Graciele Gessner

2 comentários:

Graciele disse...

Fico feliz por ver o meu poema aqui no seu blog! Obrigada por mantar a autoria. Beijos graciosos,
Graciele.


http://www.flogao.com.br/graciescritos

nelly disse...

oi astrid, eu sou nelly e estou visitando blog que estejam com vontade de linkar de fazer amizade e a partir dai construir uma amizade para sempre podermos estar nos visitando e trocando idéias.....fico esperando vc por ok astrid

abraço da amiga nelly