quarta-feira, 6 de julho de 2011

Sereno Amor



Sereno Amor

Traz-me luz e quietude
A garoa que me chega,
Nos trabalhos manuais,
Nos dias de luzes acesas.

O movimento sereno,
A pressa da vida desfaz,
Respiração tranqüila, amena,
Recupera-me a energia da paz.

Essa paz que vem de dentro,
De fazer o que se quer,
Vem do movimento do encontro
De cada um com seu Ser.

Então cresce e contamina
Nos bolos de chuva da tarde.
Chega ele com um quente vinho
Abraços do amor que extravasa.

Marilene Anacleto

3 comentários:

d. bohn disse...

Belo poema sobre amor!

Just-a-girl disse...

te seguindo amr, lindo aq!

Beatriz Fontana Sperandio disse...

oláa, adoreeei o blog, beelas postagens ...
estou te seguindo, se puder seguir de volta :D
abraçoos ...
beatriz-fontana.blogspot.com