terça-feira, 22 de abril de 2008

Quero ser tua



Irei beijar cada parte do teu ser
Desvendarei o mistério de teu prazer
Com encanto e sagacidade da sereia
deslizarei em ti fogosa e faceira

Nesse enlevo de lúxuria e sedução
corpo e alma selados nessa paixão
entre taças de champanhe espumante
gemidos e sussurros delirantes

Sentirei minha alma levitar
extasiada de tanto te amar
fogo fulminante que não terá fim
Naquela cama de lençóis de cetim

Espelho no teto, corpos enlaçados
entregues nesse delírio embriagados
silêncio da noite, o brilho da lua
nesse instante meus olhos te dizem:

Quero ser tua...

Lu Lena