quarta-feira, 2 de abril de 2008

A luz do amor



Tu que foste capaz de me enfeitiçar,
Para dia e noite só em ti pensar,
Para eu só à luz conseguir chegar,
No momento em que em ti estou a tocar.

Antes andava eu na escuridão,
Vivia por mais um dia por viver,
Não tinha aquela pura sensação,
De te amar e não te querer perder.

Eu era incapaz de ver nos outros,
A sua boa e terna luz interior,
Ia sem saber morrendo aos poucos,
Sem nunca perceber o que era amor.

Aquele eterno e constante brilhar,
Da luz que são os nossos sentimentos,
Não há melhor que a luz de amar,
Ainda que brilhe em breves momentos.

killas

2 comentários:

Izabela disse...

Oieeee obrigada pela visita e elogios, amei receber vc no meu cantinho! Achei seu blog lindo e delicado, também gosto muito de poesia *_* Quero oferecer pra vc com todo carinho meu award e presentinho se vc gostar! Volte sempre ao meu cantinho!!!!! BjOoOs!

Andréa disse...

Astriiiid Bom Final de Semana linda!