segunda-feira, 23 de maio de 2011

Acorrentada no amor‏



Acorrentada no amor‏

Fui menina, virei mulher
nesses teus abraços
que seguraram
no teu amor...

Quis sonhar contigo
um belo e lindo sonho
onde o nosso amor
era imenso e grandioso.

Eis que eu fiquei aprisionada
acorrentada para sempre
foi ai, que eu despertei
acordando na minha ilusão.

Passaram anos, esperas
eu não me pode libertar
eram como correntes fortes
no teu amor, eras ciumento
apenas um homem severo.

Aprisionaste-me, feliz
sem deixar viver na liberdade
onde somente ser livre
era uma ilusão, apenas ilusão...

Foi prisão perpétua, condenação
Sentenças de loucuras de amor
Que nós os dois assim vivemos...

Acendo como pavios, as belas chamas
Da nossa pura paixão, loucura
Tornando-me sempre a tua escrava...

Deste nosso e grande sublime amor
Eu não encontro mais, estão perdidas
As chaves do meu coração, para sempre...

Fechando ele nas tuas correntes de amor
deitando as chaves fora para o infinito
e agora meu coração é teu para sempre...

betimartins

3 comentários:

Waliff Bruno disse...

Muito profundo...! esses dias passados vi um frase que me deixou muito entregado ela falava assim: "Viajar nas nuvems,sonhar,viajar em sentimentos alegres e ser feliz...isso não é amor é maconha" ...fiquei pensando e refleti sobre a mesma sera que o amor pode ser considerado como uma droga que vicia? Mas ate que seria bom se todos nos entregasemos a ele...!

Anônimo disse...

Bom dia

Pena que o Bruno pense assim que:
"Viajar nas nuvems,sonhar,viajar em sentimentos alegres e ser feliz...isso não é amor é maconha" ...
Não é verdade quem ama assim sem medo e com o coração amor verdadeiro conhece sim este amor que ai esta referido não seja eu o exemplo vivo dele.
Beijos e obrigado por trer escolhido uma poesia minha
Bjs na alma
Betimartins

Sandro Honorato disse...

Olá e ai como vai?
Adorei teus textos e teu blog.
Estou seguindo com muito prazer:D
Beijos e tudo de bom
..................
www.rimasdopreto.com