segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Através do olhar




Através do olhar

Queria tocar-lhe ao menos uma vez
Mesmo que de leve com os lábios
Mesmo que através do olhar
Mesmo não sabendo nadar

Mesmo que fosse
Com o suor que evapora do meu corpo
Mesmo que não me amasse
Mesmo que não me olhasse

Queria merecer seu sorriso
No entardecer nublado
Sentindo o frio que chega com a noite

Queria abraçar seu sorriso
Mesmo que fosse a estrela do norte
Ou um corte longe do paraíso

Arnoldo Pimentel Filho

Um comentário:

ventosnaprimavera disse...

Bom dia, procurando poesias minhas postadas em outros lugares encontrei essa, quero agradecer por ter colocado minha autoria e estou a disposição caso queira postar outra, basta enviar um email pedindo uma, qualquer estilo, que mandarei pra vc.
email:
arnoldopimentel@gmail.com

Desde já agradeço.Felicidades