domingo, 27 de janeiro de 2008

Carta de amor



Amo-te, sempre te amei
Sempre quis estar ao seu lado
me envolver em seus braços
E me entregar ao cansaço
de uma noite de amor

O doce sussurrar de sua voz
em meu ouvido ecoava
Na madrugada te sentia
mas você nunca estava

Por tanto tempo esperei
Sempre a sonhar, imaginar
Que tu um dia percebesses
Que o meu vicio é te amar

E agora você tão perto
somos um só coração
Sinto o calor do seu corpo
Como uma linda canção!

Seu corpo colado ao meu
suas mãos a me tocar
Sinto-me magnetizado
nessa louca vontade de amar!

Chel Falce

Um comentário:

Adri - Dri - Drika disse...

Lindo... uma ótima semana ;)