segunda-feira, 9 de julho de 2007

Viver de amor



Não tem jeito, nasci para o amor
Como o sol nasceu para a lua
Como o frio nasceu para o calor
Como minha alma nasceu pra sua

Amo sem esconder, amo direito
Sem medo de amar, mergulho fundo
Amo sério, com vontade, sem defeito
Faço do amor meu alimento, meu mundo

Me entrego ao amor, por inteiro
Amo a cada dia, amo intenso
Amo sem errar, amo certeiro
Sou assim amando, nem penso

Choro por amor, não tenho vergonha !
Sou sincero, não quero um amor inexistente
Será que não existe alguém que se proponha?
Quero amor completo, quero um amor insistente

Já sofri por amor, mas nunca deixei de amar
O Amor é minha vida, é minha existência
Quero amar, nas montanhas, no céu, no mar
Nunca desisto, amar é minha persistência

O Amor que eu quero é daqueles de suspirar
De perder o fôlego, aquele que dói no peito
Daqueles que nos faz sonhar e delirar
O amor que eu quero, é o amor perfeito

rickverg

2 comentários:

carla granja disse...

olá . passei por aki e adorei o poema de amor , eu tmb precisava de um amor avassalador,mas não o tenho. só tenho UM BLOG COM POEMAS FEITOS POR MIM E COM ALGUMAS FOTOS MINHAS TMB , SE KISER DÊ UMA OLHADA EU IA ADORAR. O SEU BLOG TÁ LINDO E CONVIDA OS LEITORES A PASSAREM POR AKI UM MILHÃO DE VEZES.
HTTP://PAIXOESEENCANTOS.BLOGS.SAPO.PT
BJO
CARLA GRANJA.

Anônimo disse...

Nossa belo poema continue assim que você vai longe