sábado, 26 de outubro de 2013

Dor de amor

 
Dor de amor
 
Ando me controlando pra não te procurar,
preciso dizer o que sinto, mas não posso falar.

Hoje vi sua nova foto, sozinha nem conheci,
faltava algo ao seu lado, eu não estou ali.

Todos me chamam de bobo, me mandam crescer,
mas não sentem o que sinto, não podem entender.

Como seguir em frente, mesmo que eu mereça?
Não da pra andar sorrindo com túmulos na cabeça.

Me sinto estranho ao beijar outra pessoa,
só sei beijar com sentimento, não beijo atoa.

Espero que um dia possa te ver passar por mim,
eu fiz tudo que podia, foi você quem quis assim.


 Moisés oliveira
 
 


4 comentários:

Anônimo disse...

Haaaaaaaa me deixa mais triste

Anônimo disse...

lindo poema amei


Anônimo disse...

Adorei falar tudo de mim

Isildinha antunes disse...

Passando pra visitar e amei seu blog te desejo uma feliz páscoa e estou te seguindo
se poder seguir o meu agradeço bjs
http://amoreluz10.blogspot.com.br/