domingo, 16 de agosto de 2009

AMOR DEMAIS



AMOR DEMAIS

Dos dissabores da vida,
componho um canto de paz
e os sonhos dourados
transfiguram-se em realidade
a clara e imensa luz
que tua presença me traz
traduz-se nestes momentos
de suprema felicidade

Eu te dou este sol,
em resposta aos teus ais
e tu o recebes como fonte
de eterna mocidade
sem saberes que tudo na vida
é sempre tão fugaz
como a centelha de esperança
que povoa a saudade

Estes versos que escrevo
sem razão ou sentido
são emoções recolhidas
que minh’alma abriga
por seres tu o inspirador,
meu ser mais querido

Ah! o meu canto espalha-se no ar,
a ti chegando
e a alegria é tamanha
que até periga
de tanto amor, eu morrer possa,
morrerei te amando...

Denise Severgnini

Um comentário:

lucas disse...

vc e muita lidinha quero beija na sua boca.vc topa..lucaslidinho.....