domingo, 21 de setembro de 2008

SAUDADES DE VOCÊ



Estou com saudade do seu perfume.
Saudade dos seus queixumes.
Saudades dos seus carinhos.
Da sua alma de poeta aprendiz.

A anos vem me cortejar.
Mostrando-me sua forma de amar.
Foi invadindo meu ser.
Até que criou um jeito de me ver.

Seu escrito me põe a viajar
Quero fazer parte de o seu versejar.
Liga-me na madrugada.
Deixando-me mal acostumada.

É um ótimo conquistador,
Faz-se de beija-flor, para mostrar seu amor.
É um ser de alma rara, que foi se invadindo

Como posso ter deixado tantos anos
Você a me esperar, e não ter notado
Seu jeito de me amar.
Acho que entrego as cartas.

Você conseguiu me prender sem pirraça.
Lembro-me de quando me pegou nas mãos.
O dia que mudei de cidade.
Senti sua tristeza de verdade.

Mas nunca pude notar, que você meu amigo
Queria me amar, precisei de ti me afastar.
E agora sinto sua falta a me tocar.

Mas em breve estarei de volta.
E vamos recuperar o tempo perdido.
Lembrar da época que éramos amigos.
E hoje somos amantes perdidos.
Que saudades de você!

*-* Anna A FLOR DE LIS.

Um comentário:

loiramar disse...

Ola Astrid....Esta lindo seu blog.
obrigada pelo prestigios, vem novos poemas por ai....
abraços Anna A FLOR DE LIS